Cláudia Passarinho

Per ficta, resistere

Cláudia Passarinho

A nata da escrita

Sempre quis ser escritor. É fácil decorarmos os quilos de farinha, os decilitros de leite ou os gramas de açúcar...

Uma carta de palavras leves - Claudia Passarinho

Uma carta de palavras leves

Todos os dias mudamos. E connosco, também a nossa morada pode mudar. Descobri que se não registamos as mudanças, mesmo...

A gaveta dos efémeros

A gaveta dos efémeros

Abro a gaveta da pequena cómoda. Range. As roldanas roçam nas corrediças gastas. Espreito, curiosa, para dentro e observo a...